.
.
.
.
.
 

Odebrecht construirá ferrovia no Peru;
Renta gerencia JK Iguatemi

DCI, 28 dez 2009


LIMA SÃO PAULO - A companhia Construtora Norberto Odebrecht celebrou na semana passada um contrato com o governo peruano para a construção de um sistema de trens elétricos em Lima. A construtora brasileira entrou no negócio por meio de um consórcio integrado com a empreiteira peruana Graña y Montero e o custo do projeto está estimado em US$ 410 milhões.

O consórcio tem o compromisso de construir um trecho de 21 quilômetros de linhas no prazo de 18 meses, com previsão de entrega do complexo antes de julho de 2011, quando termina o mandato de Alan García, atual presidente do Peru. As obras começarão em janeiro de 2010. A linha férrea ligará o sul da capital peruana ao centro de Lima e prevê atender mais de três milhões de habitantes da capital.

A Odebrecht e a Graña y Montero serão responsáveis pelos trabalhos de engenharia civil, instalação de trilhos e ligação eletromagnética, incluindo a construção de estações e plataformas. Em março de 2010, o governo lançará a concorrência para a compra de 120 vagões e para a operação dos trens.

A obra foi iniciada em 1989, com a construção de um trecho de 9,8 km, mas denúncias de subornos levaram à sua paralisação. O governo peruano já investiu US$ 226 milhões na obra.

No mercado brasileiro, a empresa Renta Engenharia, companhia carioca de gerenciamento de construção, fechou contrato para gerenciar o JK Iguatemi, shopping que será construído junto à nova sede do banco Santander, no bairro do Itaim Bibi, em São Paulo. O projeto é parceria entre a administradora Iguatemi Empresa de Shopping Centers e o grupo WTorre.

A empresa, que atualmente gerencia 42 empreendimentos, dentre eles três novos shoppings e três novas expansões de empreendimentos existentes, fecha 2009 com crescimento de 17% e está otimista para o ano que vem. "Para 2010 a meta é manter o ritmo de crescimento. Já superamos 3 milhões de metros quadrados construídos sob nosso gerenciamento nos últimos 20 anos", Cesar Melo, diretor da Renta Engenharia.

Em 2009, a empresa do Rio de Janeiro afirma totalizar 30 empreendimentos contratados nas áreas comerciais e residenciais - cerca de 360 mil m² de construção. Há projetos em Brasília, Campos e Uberlândia.